Protocolos específicos estão sendo elaborados em conjunto com a secretaria da saúde
Pro­to­co­los espe­cí­fi­cos estão sen­do ela­bo­ra­dos em con­jun­to com a secre­ta­ria da saú­de

Expointer será realizada no fim de setembro

Em razão da pan­de­mia do coro­na­ví­rus, o gover­no do Esta­do alte­ra a data da Expoin­ter 2020. Pre­vis­ta, como tra­di­ci­o­nal­men­te ocor­re, para o fim de agos­to, a fei­ra em Esteio está pro­gra­ma­da para ser de 26 de setem­bro a 4 de outu­bro.

A nova data foi anun­ci­a­da pelo secre­tá­rio da Agri­cul­tu­ra, Pecuá­ria e Desen­vol­vi­men­to Rural, Covat­ti Filho. A fei­ra, que nes­te ano cele­bra os 50 anos do Par­que Esta­du­al de Expo­si­ções Assis Bra­sil, em Esteio, deve con­tar com pro­to­co­los de segu­ran­ça sani­tá­ria defi­ni­dos pela Secre­ta­ria da Saú­de. Entre as quais, estão em aná­li­se a medi­ção da tem­pe­ra­tu­ra de visi­tan­tes e túneis de desin­fec­ção nos por­tões de entra­da.

De acor­do com o secre­tá­rio da Agri­cul­tu­ra, Covat­ti Filho, serão mape­a­dos todos os pro­ces­sos neces­sá­ri­os para a rea­li­za­ção do even­to e enca­mi­nha­dos para aná­li­se da Secre­ta­ria da Saú­de e Comi­tê da Cri­se do Covid-19.

“Vamos tra­ba­lhar com todas as hipó­te­ses e dis­cu­tir todas a ações de pro­te­ção pos­sí­veis. Nos­so tra­ba­lho é garan­tir segu­ran­ça a par­ti­ci­pan­tes e expo­si­to­res”, afir­mou Covat­ti Filho, acres­cen­tan­do que a fei­ra deve mar­car a reto­ma­da do cres­ci­men­to econô­mi­co no Esta­do.

No ano pas­sa­do, a 42ª Expoin­ter alcan­çou fatu­ra­men­to de R$ 2,69 bilhões, com a nego­ci­a­ção de máqui­nas e imple­men­tos agrí­co­las, bovi­nos lei­tei­ros e de cor­te, gené­ti­ca, etc.

Em 2019, a Asso­ci­a­ção dos Cri­a­do­res de Gado Holan­dês do Rio Gran­de do Sul (Gado­lan­do) pro­mo­veu mais uma edi­ção do con­cur­so das vacas mais pro­du­ti­vas na Expoin­ter. As duas vacas holan­de­sas cam­peãs do con­cur­so lei­tei­ro da Expoin­ter 2019 foram da Agro­pe­cuá­ria Zatt, do muni­cí­pio de Colo­ra­do. É a pri­mei­ra vez que o pro­pri­e­tá­rio, Fabrí­cio Zatt, par­ti­ci­pou de um con­cur­so des­te tipo.

Na cate­go­ria vaca adul­ta, rece­beu o títu­lo de mais pro­du­ti­va a Cotri­bá Zatt 75 Bra­wler, que fez 80,11 qui­los de lei­te no con­cur­so. Já na cate­go­ria jovem, foi a Cotri­bá Zatt 34 Wind­sor, que fez 73,18 qui­los.

O pre­si­den­te da enti­da­de, Mar­cos Tang, diz que os ani­mais que par­ti­ci­pam do con­cur­so não podem ser esti­mu­la­dos de nenhu­ma for­ma e só fazem inges­tão volun­tá­ria oral de feno e ração duran­te as 24 horas do tor­neio. “Não pode dar nem oci­to­ci­na. Segui­mos um códi­go de éti­ca que os con­cor­ren­tes assi­nam antes de entrar para o con­cur­so e leva­mos em con­ta as ques­tões de bem-estar ani­mal”, escla­re­ce.

Naque­la edi­ção, 13 vacas de seis pro­du­to­res dife­ren­tes par­ti­ci­pa­ram do con­cur­so. Os ani­mais pas­sa­ram por cin­co orde­nhas. Para defi­nir o resul­ta­do, são des­car­ta­dos os valo­res das duas mai­o­res orde­nhas e soma­das as outras três.

A Expoin­ter tam­bém é essen­ci­al para a agri­cul­tu­ra fami­li­ar, em espe­ci­al para as agroin­dús­tri­as que nes­te ano, em razão da pan­de­mia, tive­ram de enfren­tar o can­ce­la­men­to de inú­me­ras fei­ras no Esta­do. Na edi­ção de 2019, a área movi­men­tou R$ 4,5 milhões.

Fon­tes: Secre­tá­ria de Agri­cul­tu­ra do Esta­do do Rio Gran­de do Sul e Gado­lan­do

Rolar para cima