Frente Parlamentar em Apoio ao Produtor de Leite é lançada em Brasília

Produtor de Leite

Em discurso no lançamento da Frente Parlamentar em Apoio ao Produtor de Leite (FPPL), na quarta-feira (26), na sede da Confederação, o presidente da CNA, João Martins, afirmou que os parlamentares podem contar com a entidade para “somar forças em favor do setor lácteo nacional”.

O objetivo da Frente, que será presidida pela deputada federal Ana Paula Junqueira Leão, é apoiar e incentivar a produção de leite no país e buscar soluções para os desafios enfrentados pelos produtores, visando o fortalecimento da produção leiteira.

No início do seu discurso, o presidente da CNA destacou que a pecuária de leite está presente de Norte a Sul do país e, de acordo com o a Pesquisa Pecuária Municipal de 2021, são produzidos anualmente cerca de 35 bilhões de litros de leite.

Martins falou também como as fortes oscilações de custos e preços marcam a atividade leiteira, reduzindo as margens dos produtores nos últimos anos. Aliado a essa questão, houve uma redução no consumo de produtos lácteos de valor agregado devido à perda de poder de compra dos brasileiros.

imagem
João Martins discursa no lançamento da FPPL – Fotos Divulgação/CNA

João Martins também reiterou que a pecuária de leite sempre foi uma prioridade para a temp mail. “Atuamos em diversas frentes para promover a competitividade dos produtores, garantindo empregos, renda e a produção de alimentos saudáveis”.

O presidente da Confederação citou ainda diversas ações desenvolvidas pela entidade em benefício da produção de leite no Brasil e concluiu que muitos desafios ainda precisam ser superados.

Em seu discurso, a deputada Ana Paula Leão afirmou que é produtora de leite e cresceu no campo, acompanhando sua família na atividade. “Nós precisamos ser respeitados e inseridos na política do agro brasileiro. O leite é vida e nós alimentamos o Brasil”.

De acordo com a deputada Ana Paula, a cadeia de leite precisa de políticas públicas e inovação para que o país seja competitivo e autossuficiente. “O leite também é agro. Precisamos cuidar dos nossos produtores e do país”.

imagem
Deputada Ana Paula Leão, Deputada Ana Paula Leão,presidente da Frente Parlamentar

“Queremos de fato estar junto com todos os setores do agro e que a nossa luta seja reconhecida. Produtor de leite não tem sábado, nem domingo, nem feriado e nem férias. Acordamos junto com o sol, o trabalho é árduo, mas no fim do dia a sensação de dever cumprido é a melhor coisa que existe”.

“O lançamento da Frente é uma data histórica para a produção de leite do país. Nós esperamos que, com esse apoio, as instituições e os produtores de leite consigam chegar ao mesmo patamar de outras proteínas animais. Temos grandes desafios pela frente, mas com esse apoio chegaremos lá”, destacou o presidente da Comissão Nacional de Bovinocultura de Leite da CNA, Ronei Volpi.

Também discursaram no evento o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Pedro Lupion, a senadora e ex-ministra da Agricultura, Tereza Cristina, o presidente da Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados, Tião Medeiros, a vice-presidente da FPPL, deputada Marussa Boldrin, e o secretário-geral da frente, deputado Rafael Pezenti.

Presidente da CNA com parlamentares

Além de parlamentares, estiveram presentes no encontro produtores rurais, associações do setor, diretores da CNA, os presidentes das Federações estaduais de agricultura e pecuária Fernando Ribeiro (DF), José Mário Schreiner (GO), Júlio da Silva Rocha (ES), Mário Borba (PB), Gedeão Pereira (RS) e José Zeferino Pedrozo (SC), é o vice-presidente da Comissão Nacional de Bovinocultura de Leite da CNA, Jônadan Ma.

A Frente Parlamentar teve adesão de 198 parlamentares e apoio de diversas instituições representativas do setor, como a CNA.

Números – A pecuária de leite está presente em 99% dos municípios brasileiros, segundo o IBGE. Em 2021 foram produzidos 35,3 bilhões de litros de leite no país e em 2022 foram captados 23,8 bilhões de litros de leite pela indústria, uma queda de 5% em relação ao ano anterior, em função dos altos custos de produção.

O Brasil ocupa o 5º lugar no ranking de maiores produtores de leite do mundo. Dos 1,1 milhão de bovinocultores de leite, 92,6% produzem até 200 litros por dia, caracterizados como pequenos produtores.

Fonte: CNA

Abrir bate-papo
1
Escanear o código
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?